TratBem Blog – Tratbem

O seu canal de interação com o Tratbem

Parar de fumar antes ou durante a gravidez é importante para a saúde do bebê

woman-child-doctor-hospitalEstudos enfatizam a importância de reduzir o uso de tabaco entre as mulheres antes ou durante a gravidez e evitar recidivas durante o período pós-natal. Parar de fumar antes ou durante a gravidez é importante para a saúde do bebê. É também uma oportunidade para uma mãe estender essa interrupção temporária (pela saúde do feto em desenvolvimento) para o resto da vida, em benefício de sua própria saúde e de todos à sua volta. Não há dúvida de que esforços para promover o abandono do tabagismo durante a gravidez têm o potencial de ser tanto efetivos como benéficos. O tabagismo materno durante a gravidez está associado a taxas significativas de morbidade e mortalidade infantil, e a exposição ambiental à fumaça do tabaco no ambiente durante a infância (uma perspectiva provável se a mãe continuar fumando), também tem sérios efeitos sobre a saúde. Muitas mulheres estão atentas às mensagens sobre estes riscos, mas uma proporção significativa continua a fumar durante a gravidez e as taxas de recorrência são altas. Uma pesquisa recente com 115 mil mulheres nos Estados Unidos indicou que 46% das fumantes param de fumar espontaneamente antes e durante a gravidez, mas, destas, 60% voltam a fumar nos seis primeiros meses de vida de seus bebês. O principal problema destacado pelas autoras é a alta taxa de recorrência após o nascimento do bebê ou após o fim da amamentação. Outros problemas incluem o fato de que as mulheres que continuam a fumar durante a gravidez têm maior probabilidade de ser mais fortemente dependentes e tendem a ter menos recursos próprios e sociais para ajudá-las a parar e a evitar a recorrência. Entre mulheres com nível educacional e de renda mais baixo, são observadas taxas menores de abandono do tabagismo durante a gravidez. Estas mulheres têm maior probabilidade de ter problemas sociais significativos e de receberem atenção à saúde em locais com menos recursos. Revisões recentes sobre intervenções para abandono do tabagismo durante a gravidez sugeriram que um aconselhamento relativamente breve, complementado com material escrito, pode aumentar significativamente as taxas de abandono do tabagismo.

 

Postado por: Nayara Nogueira – Psicóloga TratBem

Imagem: divulgação

Fonte: http://www.enciclopedia-crianca.com/Pages/PDF/Hennrikus-LandoPRTxp1.pdf 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *