TratBem Blog – Tratbem

O seu canal de interação com o Tratbem

Dez dicas para deixar de fumar

05

1. Ter determinação - O fumante precisa realmente querer parar de fumar. “Não adianta o indivíduo tentar parar porque a mãe, a sogra ou a esposa pede”, salienta o pneumologista Rui Coelho Pereira.

2. Marcar um dia D - Marque um dia para começar a parar, de preferência em uma data importante, como aniversário, Natal, Ano novo, Dia das Mães. “Isso ajuda porque é um dia em que você estará investindo em você mesmo. Geralmente nessas datas marcantes, o sujeito tem maior poder de reflexão”, explica Pereira.

3. Cortar gatilhos para o fumo - Cada fumante tem um “gatilho” para o ato de fumar. Uns sentem vontade após consumir álcool, outros depois do almoço, outros ao tomar café. “Não tenha mais gatilhos. Se você fuma depois do café, por exemplo, troque o café por um suco. Se fuma quando entra no carro, não entre com o cigarro no veículo. Deixe-o no porta-malas”, exemplifica o pneumologista.

4. A diminuição deve ser gradual - É interessante diminuir gradativamente o número de cigarros consumidos por dia. Tirar tudo de uma vez não é recomendado. “Vai dar crise de abstinência. Tem que se acostumar a retirar gradativamente a droga”, afirma o médico. Pela manhã, separe o número exato de cigarros que irá fumar durante o dia. “Se não você perde a conta e acaba fumando mais”. Outra dica interessante é comprar o número exato de cigarros, não deixando que carteiras de cigarro fiquem sobrando em sua residência.

5. Fumar pela manhã - Quando iniciar a retirada gradual do tabaco, não corte primeiro os cigarros da manhã. Diminua a quantidade dos da tarde e noite, porque são menos importantes ao organismo. “Quando o indivíduo acorda de manhã, depois de dormir seis, oito horas, está com a dosagem de nicotina muito baixa. Tem uma fissura por fumar muito maior de manhã”, conta Pereira.

6. Sumir com lembranças do cigarro - Guarde cinzeiros e outros objetos que dêem vontade de fumar para que, ao não vê-los, sua necessidade diminua. Outra dica do pneumologista é esconder os cigarros em locais de muito difícil acesso. “Muito tabagista fuma no automático, às vezes nem está com tanta vontade. Se o cigarro está longe, acaba buscando somente na necessidade”.

7. Comer frutas cítricas - Sempre que a vontade de fumar bater, coma frutas cítricas, como acerola, laranja, uva e abacaxi. Como a nicotina também é ácida, o cérebro “se confunde” momentaneamente durante o impulso de fumar e “se satisfaz”.

8. Não comprar medicamentos sem indicação médica - Um dos maiores erros dos fumantes é usar remédios, como o adesivo de nicotina, por conta própria. Esses tratamentos devem seguir recomendação médica, pois cada organismo reage de um modo diferente.

9. Frequentar grupos de apoio - Participar de grupos de apoio a pessoas que querem parar de fumar é importante, pois ajuda no preparo psicológico que o fumante precisa ter para largar o vício. “Se não tiver autodeterminação, o fumante não segue em frente”, destaca Pereira. Ele salienta, porém, que a pessoa não se deve se comparar com outros fumantes. Cada um tem seu tempo para abandonar o cigarro. “Nunca se baseie nos outros. Ninguém tem o grau de dependência igual ao seu. Cada um metaboliza a nicotina de uma maneira diferente”, explica.

10. Fazer parte do TratBem Antitabagismo – Baixe o aplicativo para teste de 30 dias em: https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.ffit.tratbem&hl=pt_BR.

FONTE: http://www.atribuna.com.br/noticias/noticias-detalhe/cidades/quer-parar-de-fumar-medico-da-dez-dicas-para-abandonar-o-cigarro/?cHash=c240549b261689725debebdc529b2a69

FOTO: divulgação.

POSTADO POR: Nayara Nogueira – Psicóloga TratBem.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *