TratBem Blog – Tratbem

O seu canal de interação com o Tratbem

Dano cerebral causado pelo fumo pode desaparecer depois que o hábito é abandonado.

Estudos trazem boas notícias para ex-fumantes, assim como esperança para os que querem largar o vício: dano cerebral causado pelo fumo pode desaparecer depois que o hábito é abandonado.

Com a idade, é natural Fumanteque o córtex (a ‘capa’ do cérebro) perca espessura, e esse “afinamento” está relacionado com o declínio cognitivo. Fumar, no entanto, acelera essa mudança de espessura. A camada que recobre o cérebro de um fumante torna-se mais “fina” à medida que ele faz uso do cigarro. Não se sabe se em todo o córtex, mas, certamente, em algumas regiões dele, como o córtex orbitofrontal, relacionado às tomadas de decisão.

Pesquisas mostram que, se a pessoa largar o tabagismo, a velocidade do afinamento pode se reduzir ou até mesmo zerar, ficando similar a de um não fumante. A equipe de Sherif Karama, da Universidade McGill (Canadá) investigou o cérebro de 504 voluntários com idades em torno de 70 anos, entre não fumantes, fumantes e ex-fumantes.

As conclusões foram de que os fumantes apresentaram a menor espessura do córtex. Os ex-fumantes tinham o córtex mais fino que os de pessoas que nunca fumaram. Aqueles que haviam largado o hábito há mais tempo tinham o córtex mais grosso do que os que haviam abandonado o vício recentemente – e isso independentemente do tempo que cada um deles havia fumado. O artigo está em Molecular Psychiatry (10/02/15).

FONTE:http://cienciahoje.uol.com.br/revista-ch/2015/323/tabagismo-cerebro-e-mao-esquerda

Foto: divulgação.

Postado por: Nayara Nogueira – Psicóloga TratBem.

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *