TratBem Blog – Tratbem

O seu canal de interação com o Tratbem

As escolhas alimentares podem contribuir no combate do tabagismo

Apostar em um cardápio rico em propriedades antioxidantes, anti-inflamatórias e com um aporte maior de vitaminas A e C, além de minerais como zinco e selênio, ajudam no processo de eliminação da nicotina pelo corpo, em um processo que envolve persistência e mudança completa de hábitos. O reforço ajuda no combate contra as doenças relacionadas ao fumo, como câncer de pulmão, enfisemas, impotência sexual e tantos outros diagnósticos.

background-bitter-breakfast-bright-103662Segundo a nutricionista Larissa Vila Nova, é bom incluir na lista do supermercado opções como sardinha, atum, chia, linhaça e nozes, por oferecerem ômega 3 e melhorarem a função respiratória. O fumante também precisa acrescentar mais espinafre e cenoura “por serem ricos em betacaroteno, um potente antioxidante, que combate os radicais livres produzidos pelo fumo, além de fortalecer o sistema imunológico”, detalha. Também são indispensáveis frutas como laranja, acerola e caju, com sua abundância de vitamina C e o poder de evitar o envelhecimento das células. Também é importante consumir alimentos como o tomate, por possuir grande quantidade de licopeno e vitamina A, já que fumar faz diminuir os níveis dessa vitamina e sua deficiência leva ao maior risco do aparecimento do câncer de pulmão, completa a especialista.

Pouca gente sabe ainda que é possível modificar o gosto do cigarro na boca. “Uma pesquisa feita pela Universidade de Duke, nos Estados Unidos, revelou que vários fumantes, que beberam leite antes de tragar o cigarro, identificaram uma modificação no paladar, fazendo com que o gosto do tabaco seja desagradável”, conta a nutricionista.

A orientação é procurar um especialista para o cardápio ser o mais variado possível, até para evitar o famoso ganho de peso comum de quem inicia esse processo de desintoxicação. “A ansiedade e o prazer de fumar é substituído por uma alimentação rica em carboidratos refinados, como pães e doces. Por isso, é importante procurar o nutricionista”, acrescenta Vila Nova.

Postado por Isabele Assunção, psicóloga do TratBem.

Fonte: http://www2.inca.gov.br/wps/wcm/connect/agencianoticias/site/home/noticias/2016/combata-o-tabagismo-com-boa-alimentacao

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *