TratBem Blog – Tratbem

O seu canal de interação com o Tratbem

A asma e a influência do cigarro

Asma

Dia 21/06 foi o dia Nacional de Controle da Asma. A importância da data pode passar despercebida ao observador menos atento, mas ela nos traz uma boa oportunidade de refletir sobre a relação que a asma tem com o ato de fumar e as consequências dessa escolha na nossa saúde.

Para que possamos respirar de maneira saudável e efetiva, é necessário que os brônquios de nossos pulmões estejam bem abertos para que o ar possa passar de forma correta. O que acontece na asma é que uma série de substâncias que se encontram no ambiente, ao entrarem em contato com a parede dos brônquios, desencadeiam inflamação e estreitamento dos mesmos, dificultando a passagem de ar. Essa dificuldade é, portanto, a causa dos sintomas asmáticos, como falta de ar, chiado no peito, tosse e sensação de aperto no peito.

Para os fumantes, a situação é ainda mais preocupante do que em asmáticos não fumantes. Em asmáticos que não fumam, o estreitamento dos brônquios é passageiro e pode ser revertido. Nos fumantes, ao contrário, os efeitos negativos são permanentes. Além disso, cigarro acelera o declínio da função pulmonar e também provoca o aumento dos sintomas asmáticos, fazendo com que esses pacientes recorram à medicamentos de resgate com muito mais frequência.

É interessante prestarmos atenção aos fumantes passivos, também. A fumaça também atinge seus brônquios e pode causar uma reação asmática, pois trata-se de uma intensa substância alérgena. Em crianças, fumar de maneira passiva é um fator significativo no surgimento da asma. Segundo estudos, 50% da população mundial está exposta à fumaça do cigarro. Esse fato reforça a necessidade de lutarmos pela criação de espaços limpos, livres da influência do cigarro, protegendo não somente os asmáticos, mas toda a população não-fumante da fumaça do tabaco.

Como se já não fosse o bastante, o cigarro é a causa evitável mais importante da asma. Ou seja, das ações que podemos tomar para evitar uma crise asmática em nós mesmos ou nas pessoas que são importantes para nós, não fumar é a primeira e mais importante providência a ser tomada.

Portanto, aqui está mais um bom motivo para você afastar de si e das pessoas de seu convívio esse mal que é o cigarro! Dê preferência ao seu bem-estar!

 

Foto: Divulgação

Por Isabel Castelo Branco, estagiária de Psicologia do Tratbem

Um comentário em “A asma e a influência do cigarro

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Current month ye@r day *